27/09/2009

After Paul

Só hoje vi as imagens do After Paul... já tinha visto a reportagem, mas só hoje vi as mais de 300 (deliciosas) fotos! Foi bom recordar e perceber que aquele foi um fim de semana de encontro, no verdadeiro sentido da palavra!
Um obrigado especial à Gambozinada que me vai continuando a fazer sentir em casa nestas loucuras...

E depois de Paulo, como será?

26/09/2009

Liberdade...

A liberdade é um dos dons mais preciosos que o céu deu aos homens. Nada a iguala, nem os tesouros que a terra encerra no seu seio, nem os que o mar guarda nos seus abismos. Pela liberdade, tanto quanto pela honra, pode e deve aventurar-se a nossa vida (Miguel Cervantes)

Isto de ir ficando mais "velhote" tem coisas absolutamente deliciosas... uma delas (e talvez uma das que mais prezo) é o poder fazer um uso da minha liberdade mais depreocupado, sem os constrangimentos típicos da "juventude imatura": o que é socialmente aceite e aceite pelo meu grupo de amigos; fazer aquilo que fica bem perante "as miúdas"; fazer "porque os outros também fazem"; não fazer por ter "medo que os outros façam chacota"... enfim, o passo que damos, quando nos libertamos de tudo isto (se não for de tudo, pelo menos de grande parte) é extremamente libertador!! Eu adoro:
  1. Lembrar-me de negócios absurdos e falar deles às outras pessoas, como se se tratassem do maior negócio da minha vida!! Nas-cimento; as pastilhas efervescentes de coca-cola; o hotel canino...enfim! Às vezes espanto-me com a cara das pessoas quando lhes conto isto... mas nada me demove! :-D
  2. Cantar enquanto conduzo... aos gritos, normalmente!!
  3. Quando, no carro, a música é kizomba tenho sempre que mexer "2 para um lado e 1 para o outro!"
  4. Cuspir pevides de melancia, quando estou em todo o lado, excepto à mesa!
  5. Que me cumprimentem e me coloquem uma das mãos num dos meus ombros/braço... dá-me uma sensação de "acolhimento" muito grande!
  6. Ter uma bola de voleibol na mala do carro... raramente a utilizei, mas deixa-me descansado!
  7. Usar roupa do Tintin, da Disney, de bonecada... gosto, gosto, gosto!
  8. Usar uma carteira para as moedas "estranha"... o outro dia ouvi uma frase parecida com esta: "mas as pessoas como tu, não costumam usar esse tipo de carteiras"... eh eh eh, amei!
  9. Fazer aquilo que socialmente não fica nada bem, desde que não seja mal educado ou inconveniente: perder o medo de falar alto na rua; meter conversa com uma pessoa que anda na rua; perder o medo de ir a um comício da CDU numa 6ª feira à noite em Braga (nunca tinha ido a nada desse género e morria de curiosidade); brincar com as senhoras que estão nas repartições da Segurança Social da Loja do Cidadão (elas também merecem sorrir!); ser extremamente simpático com as pessoas da Secretaria da minha faculdade (para variar um bocado o tratamento que infelizmente recebem tantas vezes...). Isto é tãoooooooo libertador!!
  10. Dizer que não... não, porque não... porque não sou eu... porque não sou assim!
Mas ainda há coisas que não consigo fazer... mas essas, essas ficarão para o post seguinte!

E tu, o que é que adoras fazer e que te liberta?!

22/09/2009

Dois anos...

Hoje não quero escrever muito... só dizer duas coisas:
1- Faz dois anos que aterrei em São Tomé e Príncipe... tenho muitas, muitas, muitas saudades vossas! Foi um dos anos mais ricos da minha vida, a todos os níveis, mas principalmente por vos ter conhecido: Pedrito, Fatimicha e Maria Luísa!
2- Nesse mesmo dia em que aterrei em STP, uma pessoa muito especial fazia anos: Parabéns Maria Luísa! Beijoca

19/09/2009

Meet Manaus - Amazonas

Hoje acordei a pensar nisto... tenho muitas saudades! Porque dizem os brasileiros: "há o Brasil... e há Manaus". Não sei se será verdade... mas que é especial, disso tenho a certeza! Foram 6 meses maravilhosos... Apresento-vos: Manaus, terra dos caboclos brasileiros, local maravilhoso!

Cachoeira do Santuário, em Presidente Figueiredo

O boto, a saltar no Rio Amazonas

Vitória Régia... esta planta chega a aguentar com 45Kg sem se afundar!!!


Barco típico amazonense, com destino a Parintins... nunca me hei-de esquecer da melhor viagem da minha vida!!


Parentins, no estado do Pará, onde acontece o festival folclórico mais doido da minha vida! Na imagem o bumbódromo, local onde milhares de pessoas se concentravam... eu era azul, claro!



Alter-do-Chao... Praias lindíssimas...



Arquipélado de Anavilhanas, uma das maravilhas do mundo...




Teatro Amazonas... há quem diga que é o teatro mais bonito da América do Sul... vi a ópera Anel do Nibelungo, do Vagner lá... é fantástico!



Encontro das Águas... é aqui que nasce o Rio Amazonas, da junção do Rio Negro com o Rio Solimões... chegam a ter 4ºC de diferença de temperatura, demorando até se misturarem realmente...

18/09/2009

Guiné Bissau - Apresentação

Chegou a altura de fazerem, comigo, uma pequena viagem pela Guiné Bissau. Verão como aquele país é bonito... vale a pena clicar nas fotos para as ir vendo com mais pormenor! Entretanto a viagem pára em Bubaque, uma das ilhas do arquipélago dos Bijagós... depois continuará!

A caminho de Bafatá... uma árvore solitária no meio de tanto verde!!



Os eternos jogos de futebol, em plena tabanca!



As estradas de regresso a Bafatá... não dá vontade de regressar!



Espectador atento... ao jogo de futebol e aos pélélés (vulgo brancos) que lá estavam a ver o jogo de futebol!!!



Em plena cidade de Bissau, a trançar cabelo a uma menina... imperdível imagem, no meio do caos da rotunda... com uma calma, uma paciência, enfim!



O Atlântico é mais dourado em África... não é? Íamos a caminho de Bubaque...



As praias eram convidativas... e extremamente bonitas!



O ciclista... a perfazer os primeiros 18km duma viagem extremamente bonita, para chegar À praia de Bruce!



Bubaque, ao final do dia... o barco que nos transportaria de volta ao continente aparece, ao fundo...

16/09/2009

Estradas vermelhas... todos as temos!



Às vezes, quando menos se espera, a estrada vermelha aparece... Desta feita ao som de Asa, com a música Eye Adaba (vale a pena ouvir!).
Eram estas estradas que procurava na Guiné... esta encontrei-a no Parque Natural, em Buba! Estradas intermináveis, circundadas de gazelas, macacos-cão, chimpanzés, javalis, cabras, elefantes até... mas esta ia terminar num porto de exploração de um minério, obra feita e a ser explorada pelos angolanos. Contrapartidas para os Guineenses, depois de um ecossistema desfeito a meio? Nenhumas, ou quase nenhumas... eles, pelo menos, não acreditam que elas existam!

Ponho-me a pensar que estas "enormidades" não se fazem só no "nosso rectângulo"...

Mas a estrada vermelha por lá continua... interminável, com poucas curvas e muitas, muitas histórias para contar! Quem por lá passou não esquece nunca... e quem por lá passou, em breve terá que lá voltar!

Lembro-me bem, em 2004, quando vendia t-shirts para arranjar dinheiro para ir para São Tomé e Príncipe, durante o mês de Agosto desse ano. Na Póvoa do Varzim, à porta da igreja, um simpático senhor, gentilmente agarra-me pelo braço e, em tom de conselho amigo, diz-me: "Vá para São Tomé... mas vai ver como será difícil voltar"!

Volvido um mês, em 2004, foi difícil voltar... como terá sido voltar após 1 ano? Dizia a minha amiga Márcia (sempre tão sábia!!): "Não é preciso coragem nenhuma para partir... é preciso, sim, coragem para voltar!!"

Todos nós temos as nossas estradas vermelhas...

14/09/2009

Incrível...

video
Nem sequer sou um adepto fervoroso de ténis... mas sou, acima de tudo, um adepto de todo o desporto ao mais alto nível! E isto é, pelo menos para mim, desporto de altíssimo nível! Para uns é sorte... para quem tem um bocadinho de sensibilidade é: trabalho, suor, treino treino treino...

Deriva...


Sento-me na praia... cenário? Ilha de Bubaque, no arquipélago dos Bijagós, Guiné Bissau... património mundial da UNESCO.
Final de tarde... acabado de chegar à ilha, começava a pensar em disfrutar. Eis-me chegado à Praia da Escadinha... final de tarde, pôr do sol maravilhoso.
Numa altura em que tudo parece baloiçar - mais do que as pirogas da imagem - sinto que posso entregar muitas das preocupações, dos medos, dos receios, dos temores... não, não será o "entregar" semelhante ao entregar duma carta, dum presente, dum qualquer objecto. Este entregar deixa-me mais sereno, mais tranquilo, mais em paz...
Nas alturas em que me apetece distribuir cartões vermelhos "a torto e a direito" (AEC's, IPAD, Espaço T, Universidade do Porto e Programa Leonardo da Vinci...), penso sempre no Séneca: "Quanto maior a tempestade, menor a sua duração"!
Convido-vos a clicarem no pause do player do blog (canto superior direito do blog) e a clicarem no play deste post. A música é Rodrigo Leão - Escola, dum cd que considero ser (mais uma) obra prima (Portugal um Retrato Social).
Viagem... sentem-se nesta praia maravilhosa em África e deixem-se andar, por momentos, à deriva... é bom sentir que, mesmo numa piroga instável e tão insegura, podemo-nos sentir confortáveis!

Bom início de semana!!


10/09/2009

Cartões Vermelhos

Deram-me um TPC, numa cadeia que normalmente não costumo seguir, mas esta não resisti... proposto pela Liliana do blog Lilly's Wonderful World. O desafio seria dar 10 cartões vermelhos, sem dó nem piedade... logicamente que o mais difícil foi seleccionar os destinatários destes mesmos cartões vermelhos... mas farei uma tentativa, correndo o risco de me repetir (mas afinal até é bom, significa que partilhamos preocupações e "comixões"!!).

Aí vão 10 cartões vermelhos:
  1. Às pessoas que mascam pastilha elástica de boca aberta: isso sim, dá-me uma comixão terrível... não me consigo concentrar, incomoda-me, distrai-me, tira-me do sério...
  2. Ao pessoal da Universidade de Aveiro que seleccionou os professores do IPAD, para Angola: um caso sério de dualidade de critérios, linguagem ambígua e pouco clara e claro, o factor c, tão típico português...
  3. Às AEC's nas Câmaras Municipais: o concurso parece-me, de longe, cada vez mais fechado... será a realidade? Concorri a mais de 10 Câmaras Municipais e não fiquei em nenhuma... deixa-me pensativo e preocupado.
  4. Às pessoas que levantam a voz quando se começa a "discutir": quando, numa troca de ideias mais acesa, a outra pessoa usa a "mudança de tom de voz" para se fazer notar, eu imediatamente saio da conversa.
  5. À falta de pontualidade do "português" (só de ouvir a expressão "quarto de hora académico" fico com arrepios!!): aqui (e noutros pontos, provavelmente) identifico-me muito pouco com os "tugas". Vivo demasiado preocupado com a pontualidade e passo demasiado tempo à espera dos outros... isso incomoda-me seriamente.
  6. Ao conceito de que os Professores de EF são "uns fixes": isto existe e existirá... os porquês seria motivo para um outro post, que não este. No entanto, irrita-me o conceito de que o Prof de EF é assim... prefiro adjectivos como: exigente, profissional, competente... do que "o fixe"... enfim!
  7. Ao esquecimento que as grandes potências têm dos países africanos: os dados são conclusivos, basta ver que o dinheiro injectado na Europa, para suportar a crise daria para terminar com a pobreza em África... mas "há prioridades"!!!
  8. À falta de pudor com que os jovens dizem que não gostam de ler: a leitura fez parte da minha formação... continua a fazer. Irrita-me o desprendimento e a forma natural como os meus alunos vão dizendo que não gostam de ler... porque não!
  9. Às pessoas que atiram beatas pela janela dos carros: isto inclui todos os outros gestos semelhantes, mas este faz-me particular impressão.
  10. Às pessoas que têm CV's cheios... mas um discurso vazio...
Não desafio ninguém a fazer o mesmo... mas se alguém quiser, porque não?? :-p

09/09/2009

Rockforte

Música, gambozinos, reencontro...
12€???? É de borla... com direito a jantar e tudo? Esta gente anda maluca!!! Já os ouço a cantar: "Quem és tu... miúda!!!"
Eu vou eu vou eu vou eu vou eu vou eu vou!!!!!!

08/09/2009

Música do momento

Esta era uma das músicas do momento, na Guiné Bissau, de uns nigerianos chamados de P-Square e a música intitula-se de..................... Do Me, claro!!
O ritmo é... contagiante! :-D

video

04/09/2009

Caminhada

Hoje é dia de After Paul (www.afterpaul.com)... um fim de semana de caminhada, numa altura em que o caminho parece tão incerto! No meio de tudo isto existirá, com certeza, um propósito (tenho mesmo que ir acreditando nisto).
A imagem é de Bubaque, capital de uma das ilhas do Arquipélago dos Bijagós, da Guiné-Bissau. E no poderia ser mais apropriada: o caminho faz-se... caminhando!
Esta estrada "cheirava a África"... feita de alcatrão misturado com conchas do mar (juro!!), estrada mandada construir por Luís Cabral, um presidente da república que deixou muitas saudades naquele país. A estrada tinha 18km de comprimento, que percorremos, duas vezes, de bicicleta... eu cantarolava, de pé, em cima dos pedais da bicicleta! África... sinto-me em África!!!!

Bom fim de semana!

02/09/2009

Back to Africa...

Dizem que o até o sol, em África, é diferente... eu diria que TUDO é diferente! Lógico, não é? Volvidos 15 dias na Guiné Bisssau, com percursos entre Arquipélago dos Bijagós, Bafatá, Buba, Bissau, Senegal e até Gâmbia, muito mais terei para escrever...
Hoje apetece-me colocar esta foto... porque o sol é realmente diferente, porque a chuva deixa "aquele cheirinho no ar", porque me senti verdadeiramente recebido e acolhido, porque encontrei o meu embondeiro, mesmo ao lado de casa nos Bijagós...
Com mais tempo colocarei mais fotos, com mais descrições, sentimentos e devaneios galvanizados por este sentimento de "alegria africana" que me preenche... mas para já é tempo de mastigar, digerir e discernir... só depois o tempo de partilhar!
Obrigado ao companheiro de viagem, pela companhia no verdadeiro sentido da palavra... Luís
Obrigado à companheira de tantas outras viagens, que me acolheu verdadeiramente... Maria
Obrigado à companhia da Dina, que facilmente se tornou companhia e acolhimento... Dina