28/06/2009

Coragem...

video
Saltem a primeira parte (a da música)... o resto da mensagem é, no mínimo, arrepiante... bem americano, eu sei! Mas não deixa de ser arrepiante... encontrei isto no youtube por mero acaso e confesso que me rendi...

Quantas vezes pensamos, de facto, que não temos força para nos levantarmos? E por "coisinhas" tão insignificantes... dá vontade de levar um abanão, dois pares de estalos e ter alguém qye nos diga: "Acorda pá, tem vergonha nessa cara!!!"

Enfim... fica a imagem do dia de hoje...

Férias

Quem precisa de férias põe o dedo no ar!!!

(já me sinto um cão em frente ao computador!!!)

25/06/2009

M.J.

Morreu um grande ídolo da minha infância... lembro-me bem, em criança, ficar absolutamente fascinado com todas as histórias fantásticas do M.J. Desde o relógio de ouro que oferecia ao macaco, até ao facto de dormir em tendas de oxigénio e ter um parque de diversões dentro de casa... A consola "Mega Drive" tinha um jogo com o nome dele; a colecção de livros "Triângulo Jota" tinha um livro com ele; a Eurodisney tinha o filme mais caro e mais curto de sempre, com 18minutos de duração e com quem? com o M.J. claro... apesar de toda a polémica em que eu, em criança, teimava em não acreditar a 100%, via-o como um "homem de espectáculo"!! Até hoje, depois de ter visto tantos concertos, recordo com saudosismo o concerto em Alvalade, 1990, do M.J., que infelizmente ainda era muito pequeno para ir ver...

Preparava-me para comprar bilhetes para Londres para ver um dos meus ídolos de infância, com 50 anos, em palco...

O palco agora será "outro"... fica aqui o resgisto de um homem que, apesar de imensos problemas, acredito que teria um lado muito bom!

24/06/2009

Cidade dos Homens

Não é, de todo, minha intenção colocar críticas sobre cinema neste blog... até porque nem sequer me considero uma pessoa com o "mínimo" de conhecimento na 7ª arte, para ousar comentar o que quer que seja... mas em relação a este filme não resisti a partilhar!

Para quem não conhece, é dos mesmos realizadores do filme Cidade de Deus. Mais tiros, mortes brutais, desgraças e tiranias... pensam alguns! Eu prefiro ver de outra forma... embora tenha tudo o que supracitei!!!

Cidade dos Homens tem, desde logo, algo que me atrai a priori: o Rio de Janeiro. São afectos completamente desordenados em relação àquela cidade brasileira! Confirma-se aquilo me diziam: tinha que ter crime, raptos, roubos, favelas... senão seria o paraíso! É verdade...

Este filme, Cidade dos Homens, conta a história do Laranjinha e do Acerola, dois amigos de infância, da favela. Um, condutor de moto-taxi... o outro, pai sem saber muito bem porquê (será que também lhe "botaram um hipinotismo"?!?!?). O filme relata muito mais do que a violência física das ruas da favela, onde o funk surge como música de fundo, alinhado pelo som de tiros de metrelhadoras, mantendo o ritmo com o som dos fogueteiros que anunciam a chegada da polícia... Cidade dos Homens é violento no drama que nos propõe, a outro nível... que opções tomar? Que escolhas fazer quando o mundo inteiro parece estar conta nós? "Futuro, o que é isso do futuro? O futuro é hoje... amanhã não sei se cá estarei!" Esse é o pensamento de quem viverá por lá...

Vale a pena perder algum tempo a ver e a degustar... tentar ultrapassar a barreira "visual" dos tiros e perceber que, atrás de cada palavra, de cada gesto, está uma história! E, para ver essa violência, basta olhar à nossa volta, não é preciso ir a nenhuma favela do Rio de Janeiro!

Bom feriado!!!!!!!! (para quem celebra o São João, claro)

21/06/2009

Fim de Semana de Campo

Inacreditável mesmo, só ninguém ter levado máquina fotográfica... deixei a minha em casa, por pensar que toda a gente iria levar... mas paciência, a verdade é que nós somos estes gambozinos, por isso a foto representa-me muito bem!

Aldeia Gavinha, paredes meias com Alenquer, foi a nossa base para decidirmos todos os 10 dias do campo de férias de Gambozinos II.

Medos, receios, testemunhos, expectativas e ideias... foi uma mistura de tudo um pouco! Relações que começaram a crescer, ideias que começaram a germinar...

Foi bom, foi saboroso, foi produtivo...

Apetece-me sempre, sempre, dizer: "se o grão de trigo, não morrer na terra é impossível que nasça fruto"... para mim, ser animador de gambozinos é isso mesmo!

E mais novidades surgirão...

18/06/2009

Onde está a revisão?

Hoje era um dia decisivo em relação à tese de mestrado... e a revisão perdeu-se, com todas as suas correcções e apontamentos (e não fui eu que a perdi)!! E agora? Desaparecida em combate resta o desafio (não o de encontrar o Wally, embora o possam fazer na imagem) de terminar um rascunho da tese, até segunda-feira, com um fim de semana de campo pelo meio...

Hummmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm... isto promete!!!

Beijinhos e abraços...

13/06/2009

Nelson Évora

E porque desporto é a minha vida... está na hora de colocar uma notícia desportiva! Publicada hoje, na edicação on-line do Jornal Público, apraz-me saber que este verdadeiro embaixador de Portugal, foi considerado o MELHOR DA EUROPA... e não, não precisou de custar 94 milhões de euros! Mas do Nélson Évora quase nem se ouve falar! E esses 94 milhões de euros davam para alimentar 8,6 milhões de etíopes até ao final do ano! Como poderá existir alguém que não ache o valor obsceno? Enfim... fica a notícia de desporto, de um verdadeiro exemplo...

"O português Nelson Évora, campeão olímpico do triplo salto, foi eleito o melhor atleta europeu do mês de Maio, numa votação da Associação Europeia de Atletismo (EAA).
A escolha de Nelson Évora surge na sequência dos resultados alcançados em Maio no Brasil, onde competiu em vários grandes prémios e no último dos quais, em Belém, chegou ao triunfo com a melhor marca do ano (17,66 metros). O atleta do Benfica saltou em Belém sempre acima dos 17 metros (17,25 metros, 17,07 e 17,06), mas foi no terceiro dos quatro ensaios que efectuou que chegou aos 17,66 metros, um centímetro abaixo da marca que lhe deu o ouro olímpico. Nos grandes prémios do Rio de Janeiro e de Uberlândia, disputados antes de Belém, o campeão olímpico do triplo tinha sido terceiro classificado, com 17,11 metros e 16,92, respectivamente. Na votação da EAA, Nelson Évora ficou à frente do campeão europeu dos 20 quilómetros marcha, o italiano Giorgio Rubino, e do decatleta alemão Michael Schrader. Na votação feminina, a portuguesa Naide Gomes foi segunda, atrás da britânica Jessica Ennis, que em Maio fez 6 587 pontos (heptatlo) nas Provas Combinadas da Federação Internacional de Atletismo (IAAF), em Desenzano del Garda, Itália. O Atleta Europeu do Mês é uma iniciativa da Associação Europeia de Atletismo (EEA), criada em Janeiro de 2007 e que visa o reconhecimento de "desempenhos extraordinários" no desporto europeu. Todos os meses a escolha é feita pelo público, imprensa e um painel de especialistas no atletismo europeu, com cada um dos três segmentos a valerem 33,3 por cento na votação final."

10/06/2009

Pelo sonho...

"Pelo sonho é que vamos,
Comovidos e mudos.
Chegamos? Não chegamos?
Haja ou não frutos,
Pelo Sonho é que vamos. Basta a fé no que temos.
Basta a esperança naquilo
Que talvez não teremos.
Basta que a alma demos,
Com a mesma alegria, ao que é do dia-a-dia.
Chegamos? Não chegamos?
Partimos. Vamos. Somos"
- Sebastião da Gama

Este era o poema que tinha no final do cancioneiro dos Gambozinos, em 1998, que ainda guardo religiosamente... não é mais do que um sem número de folhas, agrafadas, hoje bastante obsuletas e esteticamente desenquadradas... mas valia pela última e peculiar página, pela mensagem tão a propósito: Pelo Sonho é que vamos!!!

Aperto de mão

Ontem li uma crónica verdadeiramente interessante do Baptista Bastos. Ele escrevia sobre uma coisa com a qual concordo inteiramente. Dizia ele que tinha aprendido com o pai, que os homens se dividiam em três tipos: os sólidos, líquidos e gasosos. Percebe-se isso quando apertamos a mão. Qualquer um dos 3 elementos é, imediatamente, perceptível...

Por acaso sempre pensei nisso da mesma forma... um aperto de mão diz tanta, tanta coisa! Assim como aquela pessoa que, quando nos cumprimenta com dois beijinhos, nos coloca, suavemente, uma mão no ombro, ou no cotovelo... já alguma vez sentiram isto?

E tu, és sólido, líquido... ou gasoso?

Bons feriados!

08/06/2009

Baptismo!!!!

video

Domingo foi dia de experimentar o BJ40 que outrora foi do meu avô, depois foi para os bombeiros e agora É MEU!! Grande aventura no meio do monte, com uma subida tenebrosa a meio que o "voleiman-boy-cenas" conseguiu subir!!!
Tinha que colocar aqui... afinal de contas, depois de muita lama em STP, este foi o verdadeiro baptismo no monte!!

Olhares...


Há muito que não colocava nada "santomense"... estava na altura! Gosto especialmente desta foto... sempre quis tirar milhões de fotos a sorrisos de crianças, mas sabia o quão contundente conseguia ser uma máquina! Contundente a tantos níveis: iria forçar uma aproximação, iria chamar a atenção, iria envergonhar, iria condicionar... tive sempre imensas dificuldades em tirar fotografias por tudo isso e tanto mais! No entanto, esta já perto do final foi irresistível! Local: Cozinha Social, na Roça de Água-Izé. Uma criança, das tantas que por lá passava fitou-me! Mas, ao contrário de todas as outras, não se meteu comigo, não sorriu... apenas me observou! Confesso que, num ano em STP, isso nunca me tinha acontecido! Eu estava sentado no chão, cá fora, à espera de alguma coisa... e a criança veio ter comigo! Fitou-me e eu tirei a máquina fotográfica que, dessa vez, estava comigo e "pedia-me" para registar esse momento... estonteante este olhar! Vale a pena clicar e perceber como estes olhos escuros eram verdadeiramente profundos... vale a pena saborear e ouvir "Lua", de Mayra Andrade... vale a pena deixarmo-nos ir porque são, sem dúvida alguma, os sorrisos que nos conquistam...

Música: "Lua", Mayra Andrade

07/06/2009

Ser Gambozino é...

Azul? Amarelo? Vermelho? Verde? Mas, afinal, como será um gambozino?

Missão a cumprir: fazer o mini-campo de Gambozinos e tentar perceber este enigma! Arriscar… partir… ser!

Ser um hipopótamo grande e gordo, uma melância gorda, uma banana, um big foot, um aprendiz de viajante… ser, ser, ser, ser! Para quê?! O mini-campo ia começar, Vieira do Minho, Abril de 2009… a fábrica de sonhos ia começar a produzir mais sonhos, os caçadores de sonhos estavam despertos, o Um Berto estava pronto, o Dois Berto também… O Um Berto dizia que a linha de produção de sonhos estava bem montada, o Dois Berto discordava! E agora? Eu, mero operário desta fábrica de sonhos… pescador, de cana na mão, tentava pescar Gambozinos!

Juntámos tantos e tantos sonhos! Quase que nem cabiam no Centro Paroquial que nos acolheu… houve tempo para jogos intermináveis, houve tempo para cantar sem parar, houve tempo para estar com cada gambozino! Estar… como é bom estar! Houve tempo para partilhar e, acima de tudo, houve tempo para entranhar, novamente, o que é ser gambozino: é ser “jovem como a planta”, é ser “apenas um aprendiz de viajante”, é ser “sede de Vós, como terra sem água”… Ser animador foi, sem dúvida, ser “grão de trigo” que se não morrer na terra “é impossível que nasça fruto”!

É impossível não recordar as obras de arte maravilhosas que os gambozinos mais novos fizeram; tal como é impossível não recordar a caminhada (e caminhou-se a tantos níveis) que os gambozinos mais velhos fizeram… os serões com teatros divertidos, as refeições sempre tão animadas e os jogos que eram verdadeiras epopeias!

No final do mini-campo ficou a certeza: o gambozino é cor, é luz, é alegria! É um sorriso contagiante, é alegria que transborda, é verdade, é magia!

Eu sou Gambozino, e tu?

Texto publicado em www.gambozinos.org

01/06/2009

Clicar para ouvir... e só depois ler!


" O principezinho estava cansado. Sentou-se. Eu sentei-me ao lado. Primeiro, ficou uma data de tempo calado, mas depois disse:

-As estrelas são bonitas por causa de uma flor que não se vê...

Eu respondi «Claro!», e pus-me a observar, calado, as pregas da areia à luz do luar.

- O deserto é bonito disse ainda o principezinho.

E era verdade. Sempre gostei do deserto. Uma pessoa senta-se numa duna. Não vê nada. Não ouve nada. E, no entanto, há qualquer coisa a brilhar em silêncio.

- O que torna o deserto bonito é ele ter um poço escondido algures por aí... disse o principezinho.

(...)

- Tens razão disse ao principezinho. Casas, estrelas ou desertos, é tudo a mesma coisa: o que lhes dá beleza nunca se vê!

- Ainda bem que concordas com a minha raposa...

Descobri que o principezinho estava cheio de sono, peguei-lhe ao colo e recomecei a andar. Eu ia comovido. Parecia-me levar nos braços um tesouro muito frágil. Parecia-me até que não havia nada mais frágil à face da terra. Contemplava, à luz do luar, aquele rosto pálido, aqueles olhos fechados, aquelas mechas de cabelo a tremer ao vento e pensava:

« O que estou a ver não passa de uma capa. O mais importante é invisível...»

Desenhara-se-lhe um vago sorriso nos lábios entreabertos e eu pensei: « O que me comove tanto neste principezinho adormecido é a sua fidelidade a uma flor, é a imagem de uma rosa que, mesmo quando dorme, brilha lá dentro como a chama de uma vela.» E ele pareceu-me ainda mais frágil. Porque, às vezes, é preciso protegê-las: mal lhes dá o vento, apagam-se.

E, sempre a andar a direito, acabei por descobrir um poço ao romper do dia."


Música: Yann Tiersen - Comptine d'été nº3