31/10/2009

Sara Tavares

Porque hoje à noite irei ver Sara Tavares... e porque acredito em "bons feelings", aí vai ele...

video
Eu gosto de me guiar por "feelings"... normalmente levam-me a caminhos certos! ;-)

26/10/2009

Principezinho...

"E foi então que apareceu a raposa:
- Bom dia, disse a raposa.
- Bom dia, respondeu polidamente o princepizinho que se voltou, mas não viu nada.
- Eu estou aqui, dessa a voz, debaixo da macieira...
- Quem és tu? perguntou o princepizinho. Tu és bem bonita...
- Sou uma raposa, disse a raposa.
- Vem brincar comigo, propôs o princepizinho. Estou tão triste...
- Eu não posso brincar contigo, disse a raposa. Não me cativaram ainda.
- Ah! desculpa, disse o principezinho.Após uma reflexão, acrescentou:
- Que quer dizer "cativar"?
- Tu não és daqui, disse a raposa. Que procuras?
- Procuro os homens, disse o principezinho. Que quer dizer "cativar"?
- Os homens, disse a raposa, têm fuzis e caçam. É bem incómodo! Criam galinhas também. É a única coisa interessante que eles fazem. Tu procuras galinhas?
- Não, disse o principezinho. Eu procuro amigos. Que quer dizer "cativar"?
- É uma coisa muito esquecida, disse a raposa. Significa "criar laços..."
- Criar laços?
- Exatamente, disse a raposa. Tu não és ainda para mim senão um rapaz inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens também necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo...
- Começo a compreender, disse o principezinho. Existe uma flor... eu creio que ela me cativou...
- É possível, disse a raposa. Vê-se tanta coisa na Terra...
- Oh! não foi na Terra, disse o principezinho.A raposa pareceu intrigada:
- Num outro planeta?
- Sim.
- Há caçadores nesse planeta?
- Não.
- Que bom! E galinhas?
- Também não.
- Nada é perfeito, suspirou a raposa.
- Mas a raposa voltou à sua ideia.
- A minha vida é monótona. Eu caço as galinhas e os homens caçam-me. As galinhas são todas parecidas e os homens também. E por isso eu aborreço-me. Mas se tu me cativas, a minha vida ficará como que cheia de sol. Conhecerei um barulho de passos que será diferente dos outros. Os outros passos fazem-me entrar debaixo da terra. O teu chamar-me-á para fora da toca, como se fosse música. E depois, olha! Vês, lá longe, os campos de trigo? Eu não como pão. O trigo para mim é inútil. Os campos de trigo não me lembram coisa alguma. E isso é triste! Mas tu tens cabelos cor de ouro. Então será maravilhoso quando me tiveres cativado. O trigo, que é doutrado, fará lembrar-me de ti. E eu amarei o barulho do vento no trigo...A raposa calou-se e considerou por muito tempo o príncipe:
- Por favor... cativa-me! disse ela.
- Bem quisera, disse o principezinho, mas eu não tenho muito tempo. Tenho amigos a descobrir e muitas coisas a conhecer.
- Só conhecemos bem as coisas que cativamos, disse a raposa. Os homens não têm tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me! Os homens esqueceram a verdade, disse a raposa. Mas tu não a deves esquecer. Tu tornas-te eternamente responsável por aquilo que cativas
- Que é preciso fazer? perguntou o principezinho.
- É preciso ser paciente, respondeu a raposa. Primeiro, sentas-te um bocadinho afastado de mim, assim, em cima da relva. Eu olho para ti pelo canto do olho e tu não me dizes nada. A linguagem é uma fonte de mal entendidos. Mas todos os dias te podes sentar um bocadinho mais perto...
No dia seguinte o principezinho voltou.
- Teria sido melhor voltares à mesma hora, disse a raposa. Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três que eu começo a ser feliz. Quanto mais próxima a hora estiver, mais eu me sentirei feliz... às quatro horas, então, estarei inquieta e agitada: descobrirei o preço da felicidade! Mas se tu vens a qualquer momento, nunca saberei a hora de preparar o coração... É preciso rituais.
- O que é um ritual? preguntou o principezinho.
- É uma coisa muito esquecida também, disse a raposa. É o que faz com que um dia seja diferente dos outros dias; uma hora, das outras horas. Os meus caçadores, por exemplo, possuem um ritual. Dançam na quinta-feira com as raparigas da aldeia. A quinta-feira então é o dia maravilhoso! Vou passear até a vinha. Se os caçadores dançassem qualquer dia, os dias seriam todos iguais, e eu não teria férias!
Foi assim que o principezinho prendeu a raposa. E quando chegou a hora da despedida:
- Ai! - exclamou a raposa - ai que me vou pôr a chorar...
- A culpa é tua - disse o principezinho.- Eu bem não queria que te acontecesse mal nenhum, mas tu quiseste que eu te prendesse a mim...
- Pois quis - disse a raposa.
- Mas agora vais-te pôr a chorar! - disse o principezinho.
- Pois vou - disse a raposa.
- Então não ganhaste nada com isso!
- Ai isso é que ganhei! - disse a raposa. - Por causa da cor do trigo...
E então voltou para o pé da raposa e disse:
- Adeus...
- Adeus - disse a raposa. Vou-te contar o tal segredo. É muito simples: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos...
- O essencial é invisível para os olhos - repetiu o principezinho, para nunca mais se esquecer.
- Foi o tempo que tu perdeste com a tua rosa que tornou a tua rosa tão importante.
- Foi o tempo que eu perdi com aminha rosa... - repetiu o principezinho, para nunca mais se esquecer.
- Os homens já se esqueceram desta verdade - disse a raposa. - Mas tu não te deves esquecer dela. Ficas responsável para todo o sempre por aquilo que está preso a ti. Tu és responsável pela tua rosa...
- Eu sou responsável pela minha rosa... repetiu o principezinho, para se lembrar."


Hoje, depois de uma conversa ontem à noite, lembrei-me deste texto... é, sem dúvida, um dos textos mais bonitos que alguma vez li, num livro que é um "manual para a vida"... fica para quem o quiser recordar, porque todos o lemos, vezes sem conta!

Carneiros...

Eu sempre preferi o carneiro preto... nunca no sentido da "ovelha negra", mas sempre preferi... porque sim! Para quê ser igual a quase todos os outros do rebanho? ;-)

25/10/2009

Portas...

Escolher é excluir... diz a citação do hoje!

Num dia pleno de gambozinos, depois de uma manhã difícil (uma derrota num jogo de voleibol faz-me começar o dia sempre mal!!), ponho-me a pensar que sentido terá esta frase num mundo de Gambozinos. E se não houver escolha? Ou se atrás da minha escolha está sempre uma porta enorme, pesadíssima, com uma chave ferrugenta, que teima em não fazer a fechadura funcionar? E se essa porta, mesmo depois de aberta, não "abre portas nenhumas"?! Não consigo pensar em "coisas tragicamente irremediáveis", mas há portas tão mais agradáveis que outras!!! Hoje de manhã estive com 10 atletas do meu clube, todos eles com portas magníficas, de vidro duplo, bem oleadas e adornadas com magníficas janelas à sua volta... de tarde encontro tantas portas cheias de ferrugem, destinos estrangulados, onde nem pelo buraco da fechadura se auguram paisagens promissoras... e nós? Amanhã o "nós" (animadores) toma proporções ainda maiores, porque a responsabilidade vai crescer exponencialmente: o Diogo irá andará a desenferrujar portas, fechaduras e vontades... e estas últimas, essas sim, são a grande luta!

24/10/2009

Perfeição...

"A perfeição atinge-se não quando nada mais há a acrescentar, mas quando nada mais há a retirar." (Antoine Saint-Exupéry)

A citação de hoje fez-me lembrar uma carta que tinha colada debaixo da mesa das refeições, lá em casa, em STP... dito por uma pessoa que significa tanto para mim, irmão de missão: "não exijas aos outros, aquilo que exiges de ti mesmo..."

Obrigado pelas sms, desejos e pensamentos positivos de ontem... 25 anos, são sempre 25 anos! :-) Estivemos sempre juntos!

17/10/2009

Impossível...

Nada é impossível mudar
Desconfiai do mais trivial,
na aparência singelo.
E examinai, sobretudo, o que parece habitual.
Suplicamos expressamente:
não aceiteis o que é de hábito como coisa natural,
pois em tempo de desordem sangrenta,
de confusão organizada,
de arbitrariedade consciente,
de humanidade desumanizada,
nada deve parecer natural
nada deve parecer impossível de mudar.

Bertolt Brecht

Gostei imenso... ajuda-me a manter-me vivo, a acreditar que é possível mudar, que é plausível tentar o impossível, para que seja possível... que vale a pena arriscar, que é saboroso e legítimo lutarmos por aquilo em que mais acreditamos! Sabe bem sentirmos que o nosso destino não está tragicamente e imutavelmente traçado... Mesmo aquelas coisas que 99% das pessoas acham ridículas, pensam ser irrelevantes e insignificantes... se nos tocam o coração, nos preenchem e nos completam, são, de certeza, importantes e vale a pena lutar por isso!

A música do blog mudou... mudou de "Sons Africanos" para "Música para Encantar Ouvidos", espero que vão gostando de um bocadinho do que é a música de um eclético, apaixonado por música tão diferente, mas tão saborosa... faltará muita, claro... mas alargou-se o continente africano para o resto do mundo, porque há tanto, mas tanto mundo... :-D

Genial

Porque há coisas verdadeiramente geniais...

video

15/10/2009

Vida Nova...

Chegou a hora de dar novidades... Serei professor de EF na Escola de Hotelaria de Santa Maria da Feira. Terminarei a ligação às escolas primárias, como sempre fui dizendo que um dia terminaria... no meio de tanta agitação, fascinou-me um projecto novo, onde serei eu a estabelecer instrumentos de avaliação, a adquirir material, a estabelecer regras e metodologias numa disciplina absolutamente nova naquela escola. Melhor, darei aulas a toda a escola... o desafio é muito grande e a confiança depositada também... agradou-me imenso não conhecer rigorosamente ninguém, mas criar-se uma empatia e uma base de confiança grande, será um bom prenúncio? Penso que sim...
Recebo um telefonema dos Gambozinos... ouro sobre azul e o desafio é ainda melhor, maior e mais saboroso!

Para a semana começa a nova vida... estou ansioso finalmente! Tinha saudades de estar ansioso!!!

Entretanto fica a música: Dias de Luta, dias de Glória... Porque há quem goste muito desta música!! ;-)

video

12/10/2009

Escolhas...

"Há momentos em que é preciso escolher entre viver a sua própria vida plenamente, inteiramente, completamente, ou assumir a existência degradante, ignóbil e falsa que o mundo, na sua hipocrisia, nos impõe" Oscar Wilde

Enfim... gosto de decidir... gosto de mudanças... gosto de sentir que vou controlando o meu futuro! É igualmente bom sentir que sou acompanhado...
Ontem ouvi uma coisa muito interessante: "As pessoas, hoje, procuram ter QUANTIDADE DE VIDA, em vez de QUALIDADE DE VIDA..." verdadíssima, não é?

Por isso, apetece-me cantar uma música bem antiga, dos campos de férias: "Ousar a diferença... quero ser, diferente quero ser..."!!

Caminhos... há muitos e bons, para serem percorridos!

08/10/2009

Lição de vida...

video

Uma criança britânica de sete anos aprendeu a “ver” através da sua audição.Lucas Murray recorre a uma técnica semelhante à ecolocalização dos morcegos e dos golfinhos.

Os sons que executa premitem-lhe equacionar a distância, a forma, a densidade e a posição dos objectos que o envolvem. As qualidades dos objectos são determinadas pelas características do som emitido pelo eco dos estalos que provoca com a língua.

Actualmente o Lucas consegue jogar basquetebol e escalar montanhas com grande facilidade graças à capacidade que desenvolveu.

O jovem britânico, que nasceu invisual, foi auxiliado pelo californiano Daniel Kish na aprendizagem desta técnica. O americano, que fundou uma organização não governamental internacional de ajuda aos invisuais, assegura que a mobilidade alcançada por Lucas é “extraordinária”.

Palavras para quê?

07/10/2009

Incrível...

Foram 5000 visitantes... uau! Obrigado a todos aqueles que me vão lendo... e daqui a nada vou lançar um desafio, quando chegar ao visitante nº5555, porque o número 5 sempre foi o meu número na camisola de voleibol e o meu número preferido...

Aumenta a responsabilidade, então, se a página já foi aberta 5000 vezes...

04/10/2009

Mestre Alves...

video
Bem... não resisti! O Mestre Alves, mito mundial fez umas previsões únicas... e quase que tinha razão! Foi uma pena... mas ele esteve lá perto!!! Eu gostei particularmente das previsões dos primeiros minutos... só mesmo um homem com muita sabedoria!! E já agora... ele anda à solta por BARCELOS, ouvi dizer!!!

Boa sorte...

video
Numa altura em que não apetece escrever muito (Liliana, o teu desafio ainda terá lugar... mas não já já já!), segue uma música... esta segue a velha máxima da minha mãe: primeiro estranha-se, depois entranha-se! A verdade é que a primeira vez que ouvi... fiquei escandalizado! "Estragaram um dueto lindíssimo!!!"... mas depois ouvi, ouvi, ouvi... e todo o "santo sábado" lá acordava eu, com o Sami/Celso que teimavam em pôr a música aos berros... e foi-se entranhando! A verdade é que aprendi a gostar, ou não se tratasse, também este, de um dos melhores duetos possíveis do kizomba do momento:

Nelson Freitas e Chelsy Shantel - Boa Sorte!